Professor e Educador, existe diferença?

Muitas vezes ouço professores utilizarem os termos: educador e professor sem diferenciar um do outro. Mas durante as pesquisas que realizei para desenvolver minha monografia “OS “TIJOLOS” DA EDUCAÇÃO: Contribuições para formação do ser integral”, eu encontrei diversas indicações de que professor é diferente de educador.

Resolvi escrever este post para trazer a este espaço contribuições de amigos e leitores com suas opiniões quanto a este questionamento. 

 Leia o artigo: DIFERENÇAS ENTRE PROFESSOR E EDUCADOR – Casemiro de Abreu Neto e deixe sua colaboração nesta minha pesquisa. Afinal, entre professor e educador, existe diferença?

About these ads

19 Respostas

  1. “Professor”, no passado (na minha infância, por exemplo, tenho 79 anos),era uma personagem que representava o saber, a sabedoria.Sua missão era transmitir aos alunos este cabedal. Ser educado era ser culto, erudito.O professor, portanto, é o educador porque educa esse aspecto humano. A formação de hábitos, atitudes e comportamento constituia-se responsabilidade da família.A tarefa específica do professor era a formação intelectual dos seus discípulos.Assim, professor e eucador era uma mesma personalidade.
    Com a revolução industrial e as transformações decorrentes, o professor, que sempre foi educador,
    teve suas funções ampliadas por força das novas circunstâncias. Só que a exigência do exercício delas demorou muito para serem reclamadas
    A escola, hoje, tem novas responsabilidades. A mulher não é mais a de “prendas domésticas”. Está, ao lado do marido, no campo da batalha pela sobrevivência da família. A sociedade transferiu para a escola a responsabilidade da educação doméstica. O professor que sempre será educador, se não asumir as novas exigências da sociedade, será um professor capenga, um educador incompleto.

  2. percebi através das pesquisas cientificas que ha uma valorização maior em torno do professor-pesquisador que do professor-educador.por que isso acontece?

  3. A função de “Professor” com o seu papel fundamental junto à sociedade, já atendeu em tempos não tão remotos aos interesses e necessidades da nossa Nação e em muitos momentos aos interesses das pessoas que a representavam. Atualmente a liberdade (projetada pelas necessidades intrínsecas de se acompanhar a evolução humana em termos de comunicação nas suas mais variadas formas e através dos diversos meios) para o desenvolvimento dos trabalhos de ensino aprendizagem permite maior aproximação do profissional com o aluno. Essa aproximação alicerçada na humildade, na simplicidade da comunicação, no vocabulário adequado aos meios e aos fins e, nas informações em tempo real nos convidam à sermos “Educadores” (muito mais que simples Professores).

  4. Acho que essa discussão não existe, ou não deveria existir. O que há é o desejo de alguns “educadores” de querer se diferenciar dos professores, mas se verificarmos a definição que eles próprios dão, na verdade ‘educadores’são professores mais eficientes, mais adaptados á realidade atual. Quando eles comparam , invariavelmente definem professores com um estereótipo antiquado, para realçar a função abrangente de educadores, mas os professores atuais, fazem exatamente o que esses educadores dizem fazer. Entao, não vejo diferença.

  5. adorei as inforrmaçoes que li aqui sou professora e me ajudou bastante.

  6. Acho que um dia não haverá mas distinção entre o professor e o educador, quando a educação for paratodos,não exclusiva, que seja digna , e que os professores não façam distinção entre os alunos das escolas públicas, para as privadas, segregando esses alunos, queremos sim professores conscientes, que faça da educação a luz que está se apagando, que haja amor, transformando em ser críticos e analíticos, onde possamos transformar o mundo em educadores e nbão mas professores inconscientes que só reproduzem conhecimentos,transformando o educando em máquinas que mas tarde enferrujaram sem conhecimento, que viva a educação!!!

  7. Não sou da área de educação, mas no passado os professores preocupavam-se apenas com o instruir,ensinar pontos de vistas didáticos ou pessoal até porque eles aprenderam que esse deveria ser seu papel em sala de aula. Mas a realidade atual da nossa sociedade mostras uma necessidade de assistir o aluno como um todo, não apenas instruir, mas educar e esta deve ir além das salas de aula. o aprendiz necessita de orientação como lutar pelos seus direitos, crer que no erro poderá haver acertos, rejeitar e descriminalização e preconceitos, desenvolver valores morais e éticos .

  8. tentar – no mundo atual separa professor de educador, considerando que o professor é o conteúdista, aquele que se preocupa só com o conteúdo que engessa o método de ensino, e que o educador seria aquele que se preocupa com a aprendizagem do aluno, com o entendimento e usa o método como ferramenta.

    Mas como professora concordo com os comentários expostos – não há diferença, ambos os perfis se complementam. O que importa é que na nossa profissão tenhamos a preocupação de se preocupar em garantir o aprendizado e usar os métodos adequados para atingir esse objetivo.

  9. bom, se não me engano, educador tem alguma coisa com o antigo pedagogo, aquele cara que cuidava da educação dos alunos fora, durante o trajeto de ida e volta á escola, pois não? sendo assim, ele era obrigado a saber mais sobre sua cidade, suas ruas, seus monumentos, e consequentemente, sua historia, sua evolução, seus amigos, seus inimigos, etc. Ja o professor, era encarregado de explicar, passar seus conhecimentos dentro da sala de aula, mais ligado á conteúdos preestabelecidos, a programas testados e aprovados.
    NADA IMPEDE, NA MINHA MANEIRA DE VER, DE UM PROFESSOR SER TAMBÉM UM EDUCADOR. aliás, estamos falando de exemplos, de atitudes, de posturas.
    um bom professor, muito bom em sua materia, mas que não mantém sua postura fora da sala de aula, não dá exemplos reais á seus alunos, e um educador que não acredita no alcance de suas posturas, seus exemplos, suas atitudes, ambos perdem muito de seu poder de ensinar, de educar.

  10. boa tarde, monica, li sua resposta sobre educadorXprofessor, e gostaria de lhe “espetar” com meu pequeno comentario…:porfessor é aquele que passamos pela materia dele, e damos graças á Deus…
    educador é aquele professor, que mesmo tendo passado por sua materia, continuamos a frequentá-lo, mantemos contato, pedimos orientaçoes, convidamos pro nosso casamento, etc…educador é aquele que nos serve de modelo, de espelho, de “queria ser como ele/a…”
    bem eu avisei que iria “espeta-la”, pois não…?
    um abraço, edu.

  11. O professor tem a função de transmitir o seu conhecimento, enquanto o educador é comprometido com a formação integral do ser humano e com a sua interação com a família e a sociedade. O professor sai de casa para mais um dia de aula, enquanto o educador busca formas para promover a transformação do seu aluno. O professor vê no erro do aluno apenas um erro enquanto o educador o vê como fase de transição no processo de aprendizagem. O professor impõe seus ideais como centro do conhecimento, enquanto o educador é um mediador da relação ensino-aprendizagem.

  12. Pena que meus colegas professores, não se atrelam a uma necessidade gritante. Nossos alunos não são robóticos, onde muitos exigem que alunos mantenham silencio total nas aulas sufocantes por sinal, não se permitem ouvir o que eles (alunos) precisam ouvir e de serem ouvidos e piior é lamentavel onde tem escola que ainda tem na direção de uma escola, “diretores” que para impor respeito (impor por incompetencia de conquistar o respeito) pune friamente os alunos por atitudes literalmente infantil dos alunos -brincadeiras- ao inves de conversar com uma pessoa na sala dita professor. É meus queridos alunos lamentavelmente é uma pena,mas quem sabe um dia os colegas professores resolvem se dar o prazer de estudar e buscam ser educadores, ou entrega a farda.

  13. o professor é aquele que deixa no aluno conhecimento de algo que ele não sabia, o educador deixa nesse aluno o afeto que ele não tinha. O professor ouve do aluno a dificuldade da matéria, o educador ouve os problemas mais intimos com carinho e tenta ajudá-lo. O professor bate o sinal ele vai embora sem se preocupar mais com os alunos, enquanto o educador espera para ver quem vem buscar o aluno, se os pais demoram ela os faz companhia sem deixá-los sozinho e até muitas vezes vai levar os para casa.

  14. Querida a diferença que percebo em um educador e um professor é o envolvimento quanto ao bem está do educando.
    O educador ele se preocupa em desenvolver em um educando um sujeito critico, o despertar da consciencia voltada para seu eu e para o mundo que o cerca, a percepção do meio em que está inserido.
    O professor está mais preocupado em cumprir a grade curricular, aprender o conteudo que está sendo ensinado, o passar de ano e mesmo que ele se preocupe com o aluno que está apresentando um comportamento estranho, o tempo dele não dá para atender-lo de modo diferenciado ,digo com mais atenção.Já o educador não.Ele para,busca,ajuda,entende,orienta e move quem é de direito a promover essa ajuda ,seja a familia a escola ou a sociedade em si.

    um forte abraço!

  15. Acabei de conhecer seu Blog,muito bom gostei e vou acompanha-lo sempre que puder.Sou,seguindo a discusão colocada, educadora,porque procuro fazer a diferença e não apenas passar o conteúdo didático de forma mecânica e monótona.Eu sou mais ou menos como disse o Edu,logo acima,meus alunos me seguem ,se espelham e fazem questão de estar em contato comigo.Acho que é um sinal de que estou conseguindo o que sempre almejei,trazer conhecimento com prazer,sem deixar de me preocupar com o individual de cada aluno,que como todos tem uma vivência própia e que precisa ser entendida e durante a disciplina já vou aproveitando´pra mostrar-lhes que as coisas nem sempre são como pararecem,preocupo-me em deixar cidadãos preparados para entender e participar de uma sociedade de direitos mas também de deveres.Mas sem impor apenas minha opinião gosto de debater ,faze-los pensar,porque o pensar é que faz toda a diferença.

  16. gosto mais de ser professora que educadora, educadora foi quem me educou e esse foi o trabalho da minhão mãe e meu pai , eu me formei em pedagogia , portanto sou (PEDAGOGA) professora. Deixo bem claro que essa é a minha profissão quando me perguntãm sobre tal. Qual é a sua profissão professora, pedagoga ou educadora?
    que confusão…

  17. QUERO DIZER QUE O EDUCADOR : EDUCA
    E O PROFESSOR ; ENSINA

  18. ola a todos
    o professor ensina, está preocupado em cumprir com o programa que ele recebe no principio do ano letivo. já o educador educa é formador de consciência, educa o aluno para a vida, é íntegro, é abrangente…
    PARA CUMPRIR COM OS QUATRO PILARES DA EDUCAÇÃO PROPOSTO PELA UNESCO FAZ-SE NECESSÁRIO QUE O PROFESSOR SEJA EDUCADOR OU MELHOR PROFESSOR-EDUCADOR

  19. Há uma grande diferença entre ser professor e ser educador.Professor só exerce sua profissão quando está na escola.Já o Educador nao é uma profissão,mas um dom.O educador é aquele que gosta do que faz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 25 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: